Pesquisa personalizada

sábado, 20 de junho de 2009

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

A publicação da Lição da Escola Bíblica Dominical neste Site, vem de Deus. Ele pôs em minha mente o propósito de fazer a divulgação do alimento espiritual que recebemos em nossas Igrejas, e, para que semanalmente nossos irmãos que encontram-se espalhados pelo mundo a fora, cumprindo a missão também recebida de Deus; na divulgação do Evangelho, por lugares desfavorecidos do acesso a este conteúdo diretamente da Revista, possam igualmente compartilhar deste pão com os filhos de Deus sob suas orientações, do mesmo ensino da Palavra de Deus, publicado na Revista; Lições Bíblicas da Escola Dominical veiculada através deste Site.

Tenho a certeza de que estou cumprindo como servo do Senhor meu Deus, mais uma vez, o dever de servo, junto a evangelização internacional, nacional e Igrejas que não desfrutam de acesso favorável para conseguir a revista.

Em virtude da cobertura do Blog ser a nível internacional, utilizamo-lo como o veículo adequado para o cumprimento dessa tarefa de levar esta Mensagem a todos os continentes de nosso mais belo planeta.

À Missão Nacional, Internacional e Igrejas.

Lição 1 2

27 de Junho de 2009

TEMA: AJUDA AOS NECESSITADOS

TEXTO ÁUREO: "Cada um contribua segundo propôs no seu coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria" (2 Co 9.7).

Verdade Prática: Ajudar aos necessitados é uma grande responsabilidade e um alto privilégio que Deus concede a cada crente.

Hinos Sugeridos: 08, 33, 61.

Leitura Bíblica: 2 Coríntios 9.6-12.

6 - E digo isto: Que o que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia em abundância em abundância também ceifará.

7 - Cada um contribua segundo propôs no seu coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.

8 - E Deus é poderoso para tornar abundante em vós toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, toda suficiência, superabundeis em toda boa obra,

9 - conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres, a sua justiça permanece para sempre.

10 - Ora, aquele que dá a semente ao que semeia e pão para comer também multiplicará a vossa sementeira e aumentará os frutos da vossa justiça;

11 - para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se dêem graças a Deus.

12 - Porque a administração desse serviço não só supre as necessidades dos santos, mas também redunda em muitas graças, que se dão a Deus.

INTRODUÇÃO

Nos capítulos 1-1 5 da epístola em estudo, Paulo empenhou-se em corrigir erros doutrinários específicos e práticas antibíblicas entre os crentes de Corinto. Na primeira parte do último capítulo, ele discorreu com muita ênfase sobre a ação social em forma de socorro aos necessitados da igreja em Jerusalém; tema recorrente na segunda Epístola capítulos 8 e 9.

I. A IMPORTÂNCIA DA AJUDA AOS NECESSITADOS (1 CO 16.1-4)

Naqueles dias, a Judéia enfrentava tempos difíceis em virtude de uma escassez, que deixou muitos dos santos em grande aflição (At 11.28,29). Conforme a passagem aqui citada, esse flagelo ocorreu nos dias do imperador Cláudio César, que reinara de 41 a 54 d. c., isto é, na época do ministério de Paulo na província da Ásia Menor.

1. Paulo expôs em detalhes o dever da contribuição na igreja. Às vezes, valorizamos excessivamente a pregação, o ensino, e a leitura de temas doutrinários, e não nos incomodamos tanto com assuntos que julgamos triviais ou de somenos importância, como é o caso das dificuldades, carências, perdas e expectativas frustradas dos nossos irmãos em Cristo.

Na igreja, muito mais gente pagaria seus dízimos, contribuiria com ofertas para a causa do Senhor e para ajuda aos necessitados se os pastores e dirigentes, com a graça de Deus, sabedoria e o próprio exemplo, doutrinassem constantemente o povo sobre o dever, o privilégio e as bênçãos da contribuição financeira.

2. Paulo falou claramente das necessidades dos irmãos. O generoso apóstolo dos gentios pouco falara da própria precisão. Ele trabalhava para supri-la e também para dar o exemplo. Paulo nunca foi mercenário, nem explorador das igrejas. Todavia, nunca relutou em pedir ofertas para atender às necessidades da igreja e dos irmãos carentes. Paulo refere-se a essa necessidade em Romanos 15.26: "Porque pareceu bem à Macedônia e à Acaia fazerem uma coleta para os pobres dentre os santos que estão em Jerusalém".

3. Paulo pedia oferta para os santos (v. 1). Era momento de os crentes de Corinto demonstrar simpatia, fraternidade, solidariedade e comunhão com os irmãos da Judéia. Eles deveriam ofertar "para os santos". Percebe-se que esses, não eram preguiçosos, desocupados e indolentes que queriam viver sem trabalhar. O preguiçoso complica não só a sua vida, mas também a dos outros (l Ts 2.9). Era a vez agora de os crentes gentios de Corinto socorrerem os crentes hebreus.

II. PRINCÍPIOS GERAIS ACERCA DA CONTRIBUIÇÃO (1 CO 16.1-4)

1. Contribuir com regularidade. Os irmãos ofertavam no "primeiro dia da semana" (v.2a). Era o "Dia do Senhor", dia principal de culto em Corinto e nas igrejas da Galácia. O povo devidamente avisado vinha preparado. Assim deve ser nossas reuniões hoje. Um autêntico cristão deve contribuir sistemática e consistentemente com a obra de Deus. Além do recolhimento dos dízimos e das ofertas nos cultos, toda a igreja tem seus meios e métodos adicionais para receber contribuições para a santa causa do Senhor.

2. Contribuir individualmente. "Cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar" (v.2b). As crianças, desde pequenas, devem ser ensinadas a contribuir com alegria, assim como os novos convertidos e os crentes recebidos por transferência. Não apenas os ricos deviam contribuir, mas também os que tinham pouco deviam dar alegremente do seu pouco. Na obra de Deus, todos dando pouco, consegue-se mais recursos do que apenas alguns dando muito.

3. As contribuições conforme a prosperidade individual. "(... ) conforme a sua prosperidade" (v.2c). Os cristãos de Corinto deviam aumentar sua contribuição conforme Deus os fizesse prosperar. Há crentes que ao serem aumentados em seus salários ou negócios, não contribuem na mesma proporção.

4. Os recursos do Senhor devem ser bem cuidados (vv. 3,4). Para tratar dos recursos financeiros da igreja, não basta que o obreiro seja competente. Ele também precisa ser fiel.

Paulo declarou que se necessário fosse, ele iria pessoalmente a Jerusalém supervisionar a entrega e a aplicação da oferta arrecadada para os santos.

III. COMO DEVE SER A NOSSA CONTRIBUIÇÃO

1. Devemos contribuir com abundância. "O que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância em abundância também ceifará" (2 Co 9.6). Certo fazendeiro estava a reclamar que sua colheita não produzia tanto quanto a de seus vizinhos. Ao testar o solo descobriu que não havia nenhuma diferença entre suas terras e as deles. A questão é que ele semeava a metade da quantidade de sementes dos vizinhos. Deus nos recompensará por nossa generosidade amorosa (Pv 11.25; GI 6.7).

2. Devemos contribuir com alegria. "Não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria" (2 Co 9.7). Deus não se agrada de quem entrega a sua oferta contrariado ou por obrigação. Cada crente deve decidir o valor que deseja dar e fazê-Io com satisfação e alegria (1 Cr 29.17; Ed 1.5-11). De nada adianta contribuíramos com relutância, constrangimento, reclamação, murmuração e legalismo. Temos de ser generosos segundo o propósito do nosso coração, nosso amor e gratidão a Deus; impulsionados e motivados pelo Espírito Santo (Rm 12.8).

3. Devemos contribuir com fé, renúncia e desprendimento. Tomemos como exemplo o que fez a viúva pobre no templo (Mc 12.41144). O importante para Deus não é a quantia da oferta, mas o grau de sacrifício e desprendimento.

4. Devemos contribuir confiantes no Senhor. "Deus é poderoso para tornar abundante em vós toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, toda suficiência, superabundeis em toda boa obra" (2 Co 9.8; cf. Rm 8.32). Não precisamos temer que nossa generosidade venha nos causar dano, pois Deus conhece nossas necessidades e continuará nos suprindo (2 Pe 1.3).

CONCL.USÃO

Devemos ser fiéis em nossos dízimos, ofertas, contribuições e doações para obra de Deus, pois, tudo pertence ao Senhor. Nosso trabalho, família, saúde, tudo provém de Deus. O fato de não sabermos se estaremos vivos amanhã evidencia, inclusive, que a nossa vida é uma dádiva divina. Somos privilegiados por Deus nos

constituir seus mordomos. Que sejamos todos mordomos fiéis (Lc 12.42).

Revista Trimestral; Lições Bíblicas, 2º Trimestre, Editora CPAD Rio de Janeiro – RJ - 2009.







http://costa-transformando.blogspot.com/

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Quatro leis espirituais

1. PRIMEIRA LEI

DEUS TE AMA, E TEM UM PLANO MARAVILHOSO PARA A SUA VIDA.

O AMOR DE DEUS
"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigénito, para que todo o que nele cré não pereça, mas tenha a vida eterna"
(João 3:16).

O PLANO DE DEUS
Cristo afirma: "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (uma vida plena e com propósito) (João 10:10).

Por que é que a maioria das pessoas não conhecem essa "vida em abundância"?


2. SEGUNDA LEI

O HOMEM É PECADOR E ESTÁ SEPARADO DE DEUS; POR ISSO NÃO PODE CONHECER NEM EXPERIMENTAR O AMOR E O PLANO DE DEUS PARA A SUA VIDA.

O HOMEM É PECADOR
"Pois todos pecaram e separados estão da glória de Deus" (Romanos 3:23). O homem foi criado para ter um relacionamento perfeito com Deus, mas por causa da sua desobediência e rebelião, escolheu seguir o seu próprio caminho, e o relacionamento com Deus desfez-se. O pecado é um estado de indiferença do homem para com Deus.

O HOMEM ESTÁ SEPARADO
"Porque o salário do pecado é a morte" (separação espiritual de Deus) (Romanos 6:23).

[LAW 2 DIAGRAM]


Deus é santo e o homem é pecador. Um grande abismo separa-os. Mas o homem sente que lhe falta algo, tem um vazio e está continuamente a procurar alcançar Deus e a vida abundante, através dos seus próprios esforços: vida recta, boa moral, filosofia, etc.

A Terceira Lei oferece-nos a única resposta para o problema da separação...


3. TERCEIRA LEI

JESUS CRISTO É A ÚNICA SALVAÇÃO DE DEUS PARA O PECADO DO HOMEM. POR MEIO DELE VOCÊ PODE CONHECER O AMOR E O PLANO DE DEUS PARA A SUA VIDA.


ELE MORREU EM NOSSO LUGAR
"Mas Deus prova o seu próprio amor para connosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores" (Romanos 5:8).

ELE RESSUSCITOU DENTRE OS MORTOS
"Cristo morreu pelos nossos pecados... foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras."

(I Coríntios 15:3,4).


ELE É O ÚNICO CAMINHO
Respondeu-lhe Jesus: "Eu sou o caminho e a verdade, e a vida: ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14:6).

[LAW 3 DIAGRAM]


Deus ligou o abismo que nos separa dele, ao enviar o seu Filho, Jesus Cristo, para morrer na cruz em nosso lugar.

Não é suficiente conhecer estas três leis...


4. QUARTA LEI

PRECISAMOS RECEBER JESUS CRISTO COMO SALVADOR E SENHOR, POR MEIO DE UM CONVITE PESSOAL. SÓ ENTÃO PODEREMOS CONHECER E EXPERIMENTAR O AMOR E O PLANO DE DEUS PARA A NOSSA VIDA.


PRECISAMOS RECEBER CRISTO
"Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber; aos que crêem no seu nome" (João 1:12)

RECEBEMOS CRISTO PELA FÉ
"Porque pela graça sois salvos; mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não das obras, para que ninguém se glorie" (Efésios 2:8-9).

RECEBEMOS CRISTO POR MEIO DE UM CONVITE PESSOAL
Cristo afirma: "Eis que estou à porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa" (Apocalipse 3:20)

Receber Cristo implica num desejo de mudança de vida, uma nova atitude para com Deus, é deixar de confiar em nossos próprios esforços, creando que Cristo, ao entrar em nossos vidas faz de nos aquilo que Ele quer que sejamos.

Estes dois círculos representam dois tipos de vida:

Qual dos dois círculos representa a sua vida?
Qual deles desejaria que representasse sua vida?

Eu gostaria de explicar-lhe como pode receber Cristo.


VOCÊ PODE RECEBER A CRISTO AGORA MESMO EM ORAÇÃO
(Orar é falar com Deus)

Deus conhece o seu coração e está mais interessado na atitude do seu coração do que nas suas palavras. A oração seguinte serve como exemplo:

"Senhor Jesus, eu preciso de ti. Abro a porta da minha vida e recebo-te como meu Salvador e Senhor. Toma conta da minha vida. Agradeço-te porque perdoas os meus pecados e aceitas-me como sou. Desejo estar dentro do teu propósito para minha vida".

Esta oração expressa o desejo do seu coração?
Se assim for, faça-a agora mesmo e Cristo entrará em sua vida, como prometeu.

Você fez esta oração agora?

Palavra Que Transforma



A benção de ouvir | Pastor Sérgio Fernandes

Provérbios 1:33 - Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará livre do temor do mal.

Saber ouvir é uma preciosa virtude. Fiz recentemente um passeio com os adolescentes da minha igreja e decidi ensiná-los sobre a necessidade de ouvirem uns aos outros. Foi uma dinâmica interessante.

Quando ouvimos a sabedoria de Deus, revelada em Sua Palavra, habitamos seguramente. Nosso cuidado em atentar para a vontade divina torna o caminho seguro, abençoado pelo Pai, confirmado com suas bençãos sobre nós.

Você perde muito quando não ouve o Espírito Santo (Hb 3.7,8). Quantos erros e fracassos você tem decorrentes de decisões sem oração? Que tal começar de novo, agindo de forma temente e piedosa?

Ouça a voz do Espírito!

Deus te abençoe...








http://mail.google.com/mail/?zx=1ltw29kxqmn8b&shva=1#inbox/121e2af387f213a4

Para 2010: Ferrari, McLaren, Renault e mais cinco equipes deixam Fórmula 1

Fórmula 1


Ferrari, McLaren, Renault e mais cinco equipes deixam Fórmula 1. Foto: Divulgação A confusão está formada no automobolismo mundial. Na noite desta quinta, oito equipes (McLaren, Ferrari, Renault, BMW Sauber, Toyota, Brawn GP, RBR e STR) romperam com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e decidiram sair da Fórmula 1 e criar uma nova categoria para temporada 2010.

Um dos problemas entre equipes e a FIA era o teto orçamentário para próxima temporada. Vale lembrar que o prazo para retirada das reivindicações ia até a noite de sexta-feira.

Das equipes que disputam o mundial de 2009, Williams e Force India não entraram no acordo das escudarias para o ano que vem.

Leia o comunicado oficial:

"As equipes não têm outra alternativa que não seja começar os preparativos para a criação de um novo campeonato que reflita os valores dos participantes e de seus parceiros. Essa categoria terá um comando transparente. E atenderá aos desejos dos fãs, oferecendo, inclusive, preços mais baixos para os espectadores".





http://www.sidneyrezende.com/noticia/43735+para+2010+ferrari+mclaren+renault+e+mais+cinco+equipes+deixam+formula+1


Sarney vai afastar sobrinha de gabinete de Delcídio


O presidente do Senado, José Sarney, negou irregularidades em pronunciamento nesta terça-feira
O presidente do Senado, José Sarney, negou irregularidades em pronunciamento nesta terça-feira
16 de junho de 2009
Geraldo Magela/Agência Senado

Marina Mello

Direto de Brasília


O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), deve afastar do cargo nos próximos dias a sua sobrinha Vera Portela Macieira Borges, lotada para trabalhar no gabinete do senador Delcídio Amaral (PT-MS). De acordo com o senador, Sarney disse para o colega que pretende mandá-la de volta para o Ministério da Agricultura, local onde ela é originalmente lotada. "Ele disse para mim que vai devolvê-la para o ministério", afirmou Delcídio.

A sobrinha de Sarney havia sido transferida para o Senado a pedido do presidente. Mesmo assim, Delcídio nega existir algum tipo de troca de favores e garante que a funcionária exercia seu trabalho de forma correta. "Ela é funcionária de carreira do ministério, não é uma paraquedista que parou aqui", disse.

Delcídio disse que, como Vera Borges trabalha em seu gabinete de Mato Grosso do Sul, ele não tem como comprovar a assiduidade da funcionária.

Em pronunciamento realizado nesta terça-feira, Sarney comentou os escândalos no Senado após ter assumido a presidência da Casa. Ele negou envolvimento em irregularidades, afirmando que desconhece a prática de atos secretos para contratar servidores.

O presidente da Casa foi envolvido em denúncias de que parentes dele teriam sido contratados por meio de atos administrativos que não constam em boletins do Senado. O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF) informou que vai investigar a legalidade de centenas de decisões sigilosas tomadas por diretores do Senado nos últimos dez anos.

Redação Terra







http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI3828533-EI7896,00-Sarney+vai+afastar+sobrinha+de+gabinete+de+Delcidio.html

Lula discute com ministros veto a artigos de MP que regulariza terras na Amazônia

Cassel não confirmou se Lula definirá os vetos hoje (18). O presidente tem até o dia 25 de junho para sancionar ou vetar.

Publicada: 18/06/2009 - 20h13m|Fonte: Agência Brasil|Versão para impressão|0 comentário(s)

  • Lula discute com ministros veto a artigos de MP que regulariza terras na Amazônia

  • Foto: Divulgação
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está reunido com ministros, no Palácio da Alvorada, para discutir a possibilidade de veto à Medida Provisória 458, que trata da regularização de áreas da União ocupadas na Amazônia e foi aprovada pelo Congresso Nacional.

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, sinalizou que Lula pode vetar alguns artigos, mas, em geral, defende que o objetivo da MP está preservado. Segundo ele, os pontos que podem ser vetados são: transferência de terras para pessoas jurídicas e também para quem não vive na região, ou seja, exploração indireta.

“É possível que a gente vete um ou outro [artigo], mas o entendimento do governo é que, no fundamental, o espírito da MP está preservado”, disse Cassel. “Os dois pontos, mesmo no texto atual, estão bem protegidos. Essa MP, que alguns chamam de MP da Grilagem, é o contrário. Basta ler com atenção e responsabilidade”, acrescentou.

O ministro discorda do dispositivo da MP, incluído pelo Legislativo, que estabelece prazo de três anos para venda dos grandes terrenos, entre 400 e 1.500 hectares, e de dez anos para os pequenos, com até 400 hectares. No entanto, explica que vetar o artigo seria necessária a edição de um decreto, o significaria mais tempo para regulamentar a questão.

“Prefiro que a gente encontre uma alternativa para manter o texto original”, alegou.

Cassel não confirmou se Lula definirá os vetos hoje (18). O presidente tem até o dia 25 de junho para sancionar ou vetar. Participam da reunião os ministros Carlos Minc (Meio Ambiente), Reinhold Stephannes (Agricultura), Dilma Rousseff (Casa Civil) e líderes do governo no Legislativo.

Antes da reunião, Cassel apresentou a Lula o balanço de um ano do Programa Mais Alimentos. De acordo com o ministro, de julho de 2008 a maio deste ano, foram negociados 11 mil tratores por meio do programa e, nesse período, a produção de alimentos mais consumidos pelo brasileiro - como feijão, arroz, leite, soja e milho - aumentou em 7,8 milhões de toneladas.








http://www.hnews.com.br/noticia-lula_discute_com_ministros_veto_a_artigos_de_mp_que_regulariza_terras_na_amazonia-4339

terça-feira, 16 de junho de 2009

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails